Escrito por: Wizarding World - Link | Tradução: Isabela Lopes

Descendo a Knockturn Alley, você encontrará a sombria loja Borgin & Burkes, que é especializada em artefatos de magia das trevas. Mas você sabia que muito do estoque da loja acabou se tornando itens importantes nos livros posteriores de Harry Potter?

As histórias de Harry Potter estão cheias de easter eggs ao longo da série, se você souber onde procurá-los. Particularmente, a loja indescritível de Borgin & Burkes, que Harry acidentalmente visita em Harry Potter e a Câmara Secreta, é cheia de itens e acontecimentos suspeitos que aparecem mais tarde na história. Aqui estão cinco exemplos.

O Colar Amaldiçoado

Ele parou para examinar as longas voltas de uma comprida corda de enforcamento e para ler, com um sorriso malicioso, o cartão apoiado em um magnífico colar de opalas. Cuidado: Não toque. Amaldiçoado – Ceifou a Vida de Dezenove Proprietários Trouxas até o momento.

Harry Potter e a Câmara Secreta

Quando Harry cai acidentalmente na Borgin & Burkes após um deslize com o Pó de Flu, ele se encontra cercado por todos os tipos de artefatos mágicos duvidosos que não deveriam cair em mãos erradas. Infelizmente, um colar em particular que Harry percebe na loja em seu segundo ano cai nas mãos erradas de alguém no seu sexto ano.

Sim, este colar (etiquetado “amaldiçoado”) aparece novamente em Harry Potter e o Enigma do Príncipe, quando a colega de Quadribol de Harry, Kátia Bell, acidentalmente o toca. Ao que parece, o colar era, na verdade, destinado a Alvo Dumbledore, e parte da trama em andamento envolvendo Voldemort e os Comensais da Morte de se livrar dele durante o sexto ano de Harry.

Antes mesmo desse momento, Hermione avista o colar na loja no início do livro, onde sabemos que ele custa mil galeões e meio. A joia amaldiçoada deve ter ficado parada na loja por anos, apenas esperando a hora certa.

A Visita de Lúcio

– Sr. Malfoy, que prazer revê-lo – disse o Sr. Borgin untuoso como seus cabelos. – Encantado, e o jovem Malfoy, também, encantado. Em que posso servi-los? Preciso lhes mostrar, chegou hoje, e a um preço muito módico...

– Não vou comprar nada hoje, Sr. Borgin, vou vender – disse o Sr. Malfoy.

Harry Potter e a Câmara Secreta

É na Borgin & Burkes que encontramos pela primeira vez um dos vilões mais importantes da história, Lúcio Malfoy, o pai de Draco. Ao sermos apresentados ao personagem, descobrimos que Lúcio está vendendo alguns de seus pertences menos inócuos para não ter problemas com o Ministério da Magia por possuir tais bens. No final de A Câmara Secreta, descobrimos que um de seus itens mortais é o diário de Tom Riddle, que ele coloca entre os pertences de Gina Weasley durante a mesma viagem ao Beco Diagonal. Numa cena deleta do filme A Câmara Secreta, Lúcio Malfoy é visto com um objeto misterioso que “não está à venda” durante a transação. Somos levados a acreditar que este é o diário que ele estava guardando para que pudesse infiltrá-lo em Hogwarts, onde o fragmento de Tom Riddle ajudaria a abrir a Câmara Secreta.

A Mão da Glória

– Ah, a Mão da Glória! – disse o Sr. Borgin, abandonando a lista do Sr. Malfoy e correndo para perto de Draco. – Ponha-lhe uma vela e ela dá luz apenas a quem a segura! A melhor amiga de ladrões e saqueadores! O seu filho tem ótimo gosto, meu senhor.”

Harry Potter e a Câmara Secreta

No livro A Câmara Secreta, vemos o jovem Draco Malfoy fascinado pela mão arrepiante na Borgin e Burkes, quando ele pergunta se o pai pode comprá-la. Não teve sorte, mas Draco teria a mão eventualmente... Ele a usa como parte de sua missão secreta para levar os Comensais da Morte para dentro de Hogwarts durante Harry Potter e o Enigma do Príncipe!

– Ele saiu da Sala cerca de uma hora depois de começarmos a vigiar –  disse Gina. – Ele estava sozinho, segurando aquele braço enrugado horroroso.

– A Mão da Glória –  disse Rony. – Dá luz apenas para quem a segura, lembram?

Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Os Armários Sumidouros

Malfoy parecia estar lutando contra a vontade de gritar ou vomitar. Ele engoliu a seco e respirou fundo várias vezes, olhando para Dumbledore, sua varinha apontando diretamente para o coração do outro. Então, como se não conseguisse se conter, ele disse: “Eu tive que consertar aquele Armário Sumidouro que ninguém usava há anos. Aquele em que Montague se perdeu ano passado.”

Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Outro item da Borgin & Burkes que ajudou Malfoy durante sua trama secreta para matar Dumbledore ao longo de O Enigma do Príncipe - dois deles, para ser específico. Um Armário Sumidouro é um item mágico que esconde o que quer que seja colocado dentro dele (incluindo pessoas) - mas também funciona como um portal se conectado a outro.

Para a sorte de Malfoy, dois Armários Sumidouros estavam na Borgin & Burkes e em Hogwarts, respectivamente, tornando-os o  catalisador perfeito em sua missão secreta para levar os Comensais da Morte para dentro do castelo no sexto livro.

Mas, na verdade, descobrimos os armários muito antes na história de Harry Potter.  Vemos Filch confiscar o móvel encantado em Harry Potter e a Câmara Secreta, por exemplo. E o armário aparece novamente em Harry Potter e a Ordem da Fênix porque Fred e Jorge enfiam o Monitor Chefe da Sonserina, Montague, dentro dele. O armário é então movido para a Sala Precisa, e num determinado momento, Harry passa direto por ele.

Ao reler os livros, percebemos que os gêmeos Weasley inadvertidamente avisaram Draco sobre o armário, o qual ele mais tarde usaria para efeito mortal...

A história de Lorde Voldemort

– Então Voldemort foi para Borgin & Burkes, e todos professores que o admiravam comentaram o desperdício que era um jovem bruxo brilhante como ele trabalhar numa loja. Contudo, Voldemort não era um mero balconista. Educado, bonitão e inteligente, logo passaram a encarregá-lo de certas tarefas que só existem em um lugar como a Borgin & Burkes, que se especializa, como você sabe, Harry, em objetos com propriedades poderosas e incomuns. Voldemort foi instruído a persuadir as pessoas a cederem seus tesouros aos sócios, para venda, e ele era, segundo todos dizem, muito talentoso nisso.” 

Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Sempre soubemos que a Borgin & Burkes era uma loja que atraía má companhia, mas não sabíamos que um dos bruxos mais sombrios do mundo mágico realmente trabalhou lá. Sim, o jovem Tom Riddle foi empregado de Borgin e Burkes em sua juventude, e é lá onde seu fascínio por certas bugigangas mágicas se tornou uma parte significante de sua vida. Como Dumbledore ensina a Harry, ele mais tarde irá transformar itens preciosos em Horcruxes...

Escrito por: Wizarding World - Link  | Traduzido por: Isabela Lopes

O mundo mágico é realmente um lugar mágico. Mas às vezes, você não precisa de uma maldição ou um feitiço para mostrar seu posicionamento - aqui estão algumas das nossas respostas espirituosas favoritas dos personagens de Harry Potter.

“O coitado do vaso”

Desde o primeiro livro, o jovem Harry era cheio de coragem, um dos traços marcantes de seu pai, Tiago. E quando se travava de crescer com Duda Dursley, a sagacidade de Harry era a arma principal de seu arsenal quando tinha que interagir com seu primo. 

- Eles metem a cabeça dos garotos no vaso sanitário no primeiro dia de escola, - contou ele a Harry. - Quer ir lá em cima praticar?

- Não, obrigado,- disse Harry. - O coitado do vaso nunca recebeu nada tão horrível quanto a sua cabeça, é capaz de passar mal.  E correu antes que Duda conseguisse entender o que dissera. 

Harry Potter e a Pedra Filosofal

“Só porque você tem a profundidade emocional de uma colher de chá”

Hermione e Rony jogaram muitas vibrações um no outro ao longo de todos os livros. Mas, este momento particular, quando o trio discute o começo do relacionamento entre Harry e Cho, deu à Hermione uma vantagem nesta rodada. 

Um silêncio ligeiramente aturdido saudou o final deste discurso, então Rony disse: “Uma pessoa não pode sentir tudo isso ao mesmo tempo, explodiria.” 

- Só porque você tem a profundidade emocional de uma colher de chá não significa que todos nós também tenhamos, - disse Hermione maldosamente, pegando sua pena de novo.  

Harry Potter e a Ordem da Fênix

“Você nos fez uma pergunta”

Mas Rony e Hermione nem sempre estavam repreendendo um ao outro - às vezes eles repreendiam os outros defendendo-os em seus nomes. Este momento com Severo Snape, depois dele ter cruelmente chamado Hermione de “irritante sabe-tudo”, foi o suficiente para levar Rony ao limite - mas ele estava fazendo uma observação muito justa!

- Esta é a segunda vez que fala sem ser convidada, senhorita Granger, - disse Snape friamente. - Menos cinco pontos da Grifinória por ser uma irritante sabe-tudo. 

Hermione ficou muito vermelha, abaixou sua mão e olhou para o chão com os olhos cheios de lágrimas. 

Este foi um exemplo do quanto a turma odiava Snape, o fato de todos estarem olhando para ele, porque todo mundo já havia chamado Hermione de sabe-tudo pelo menos uma vez; e Rony, que dizia a Hermione que ela era uma sabe-tudo pelo menos duas vezes por semana, disse em voz alta: “Você nos fez uma pergunta e ela sabe a resposta! Por que perguntar se você não quer a resposta? 

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

“Fantasmas são transparentes”

Outro dia, mais uma batalha de sagacidade com Snape. Depois de Harry tentar explicar a diferença entre fantasmas e Inferi, novamente, Rony entrou em cena para dar uma aula ao Mestre de Poções.

- Uma criança de cinco anos poderia ter dito isso, - zombou Snape. - O Inferius é um cadáver que foi reanimado por feitiços de um Bruxo das Trevas. Não está vivo, é meramente usado como um fantoche seguir os comandos do bruxo. Um fantasma, como eu espero que todos vocês já saibam, é a marca de uma alma que partiu deixada na terra... E, claro, como Potter tão sabiamente nos diz, transparente. 

- Bem, o que o Harry disse é muito útil para diferenciarmos os dois! - comentou Rony. - Quando nos defrontamos com uma aparição em um beco escuro, vamos olhar de pressa para ver se é sólido, não é, não vamos perguntar: “Com licença, o senhor é uma impressão deixada por uma alma que partiu?” 

Harry Potter e o Enigma do Príncipe

“Ele poderia pegar o Pomo para você”

Depois de anos crescendo com Duda, Harry sabia uma coisa ou outra sobre lançar uma resposta verbal a um agressor. Em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Malfoy passou a maior parte do livro zombando de Harry pela forma como os Demontadores o afetavam. Mas durante essa troca, quando Draco invejavelmente examina a nova Firebolt de Harry, Harry estava pronto com uma resposta tão cortante e mais mortal do que qualquer Dementador.

- Tem muitos recursos especiais, não tem? Disse Malfoy, os olhos brilhando maliciosamente. - Pena não vir com um paraquedas, no caso de você ficar muito perto de um Dementador.  Crabbe e Goyle deram risadinhas. 

- Pena que você não pode prender um braço extra ao seu, Malfoy, - disse Harry - Assim, ele poderia pegar o Pomo para você.

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

“Não é preciso me chamar de ‘senhor’, professor”

Talvez a resposta mais certeira em toda a história de Harry Potter: ainda não acreditamos que Harry disse isso a Snape - o principal responsável pelas detenções e estivador de pontos das casas. A audácia ainda nos choca até hoje.

- Você está lembrado que eu disse para praticar feitiços não verbais, Potter? 

- Sim, - respondeu Harry, inflexivelmente. 

- Sim, senhor.

- Não é preciso me chamar de ‘senhor’, professor.

As palavras escaparam de sua boca antes que soubesse o que estava dizendo. Vários alunos ofegaram, inclusive Hermione.

Harry Potter e o Enigma do Príncipe

“Para ler antes de dormir”

Outro momento de Hermione versus Rony agora - e desta vez, Rony levou a melhor. Embora ele claramente não estivesse confiante suficiente para dizer isso em voz alta...

- Não, - disse Hermione brevemente. - Algum de vocês viu meu exemplar de Numerologia e Gramática? 

- Ah, sim, peguei emprestado pra ler antes de dormir, -  disse Rony, mas muito baixinho.

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

“Ouvindo o noticiário de novo?”

Quando se tratava dos Dursleys, Harry frequentemente usava sua inteligência para tratar sua família ignorante. Durante um verão particularmente frustrante em Harry Potter e a Ordem da Fênix, Harry não estava no humor para lidar com o desgosto do tio enquanto tentava assistir ao noticiário.

- Ouvindo o noticiário, - respondeu Harry, conformado. Sua tia e tio trocaram olhares de indignação. 

- Ouvindo o noticiário! De novo? 

- Bom, é que ele muda todos os dias, entende? - respondeu o garoto.

Harry Potter e a Ordem da Fênix

“Uma palavrinha”

Rita Skeeter logo se tornou um grande incômodo em Harry Potter e o Cálice de Fogo, em um ano em que Harry já estava sob enorme estresse sendo forçado a posição de Campeão de Hogwarts. Após completar a primeira tarefa no Torneio Tribruxo com desenvoltura, ele foi capaz de confrontar a jornalista intrometida com extrema facilidade depois de enfrentar um dragão.

- Parabéns, Harry” - disse ela, rindo radiante para o garoto. - Será que você pode me dar uma palavrinha? Como foi que se sentiu enfrentando aquele dragão? Como é que você se sente agora quanto à lisura das notas? 

- Posso dar uma palavrinha, sim - disse Harry com selvageria. - Tchau.

Harry Potter e o Cálice de Fogo

“Tripas, Sibila?”

Não é muito uma resposta, mas um momento de sutileza mortal da professora McGonagall aqui. Durante o estranho jantar de Natal em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, a professora de Transfiguração não estava com humor para o comportamento paranoico da professora Trelawney - como acreditar que se 13 pessoas jantassem juntas, o primeiro a se levantar seria o primeiro a morrer. Sem querer fazê-la sofrer propositalmente, McGonagall decidiu oferecer a Trelawney um pouco de...

- Tripas, Sibila? - A prof.ª fingiu não ouvir.

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

“Em geral, eu não permito que as pessoas falem”

Deleite-se, agora, com dois momentos de McGonagall pelo preço de um. O reinado da prof.ª Umbridge em Harry Potter e a Ordem da Fênix não foi prazeroso para absolutamente ninguém, mas tivemos muito prazer em ver a prof.ª McGonagall reagir à prof.ª de Defesa Contra as Artes das Trevas em várias ocasiões. Durante este momento, quando a prof.ª se encarregou em assistir uma série de aulas em Hogwarts, era muito justo da parte de McGonagall tratar Umbridge como uma de seus alunos. O resultado? Delicioso.

- Hem, hem. 

- Eu me pergunto - disse a prof.ª McGonagall numa fúria gélida, virando-se para a outra - como é que você espera avaliar os meus métodos de ensino habituais se continua a me interromper? Em geral, eu não permito que as pessoas falem quando eu estou falando, entende? 

A prof.ª Umbridge pareceu que tinha levado uma bofetada no rosto.

Harry Potter e a Ordem da Fênix

“Que é que Fred e eu somos?

Fred e Jorge eram, obviamente, os reis das piadas curtas. Mas a reação de Jorge quando sua mãe esquece momentaneamente que nem “todos da família” se tornaram monitores, particularmente, é muito divertida.

- Eu não acredito! Eu não acredito! Ah, Rony, que maravilha! Monitor! Como todos na família! 

- Que é que Fred e eu somos, filhos do vizinho? - perguntou Jorge indignado, enquanto a mãe o empurrava para o lado e abria os braços para apertar o filho mais novo.

Harry Potter e a Ordem da Fênix

“Voldemort em uma biblioteca móvel”

Terminamos com um momento final de Rony versus Hermione, porque o futuro casal realmente não resistia zombar um do outro durante toda a série, não é?

Mas temos que reconhecer que o Rony foi bem aqui - esta piada é uma das nossas favoritas, só pela imagem mental que ela traz.

- Tentando decidir quais deles vamos levar conosco, - disse Hermione. - Quando formos procurar as Horcruxes. 

- Ah, claro! - disse Rony, batendo na própria testa. - Esqueci que vamos liquidar Voldemort em uma biblioteca móvel.

Harry Potter e as Relíquias da Morte


Isso não é um sonho, é oficial! ‘Harry Potter‘ vai ganhar uma série de TV live-action no streaming da HBO Max!

De acordo com o The Hollywood Reporter, uma série live-action da franquia está nos estágios iniciais. Fontes do site afirmam que a Warner já iniciou as reuniões em busca de roteiristas e que, no momento, eles estão explorando várias ideias que podem ser desenvolvidas na série. 

De acordo com a Variety, cujas fontes também confirmaram que uma série de Harry Potter está em desenvolvimento, ainda estão decidindo se o projeto vai ser focado na “linha do tempo” que já conhecemos na história de Harry, ou explorar outros momentos do Mundo Bruxo. É possível que o projeto mostre tanto o passado do Mundo Bruxo quanto o seu futuro.

Vale lembrar que a franquia Harry Potter está sendo expandida de diversas formas. Além de uma peça de teatro que conta as desventuras dos filhos de Harry, os filmes assinados por J. K. Rowling mostram o Mundo Bruxo nas produções de Animais Fantásticos – que estão cercados de polêmica. Hogwarts Legacy, jogo de mundo aberto focado na escola de magia também está para ser lançado.

Os sete livros da franquia Harry Potter foram adaptados para oito filmes pela Warner Bros. entre 2001 e 2011. A autora J.K. Rowling trabalha agora na franquia derivada Animais Fantásticos, que já teve dois filmes lançados e tem outros três em desenvolvimento. O terceiro longa será situado no Rio de Janeiro na década de 1930.

Olá Potterheads!

Hoje resolvi fazer o ‘book review’ da minha segunda serie de livros favorita, Percy Jackson e os Olimpianos, mas fica calmo que se você ainda não leu e pretende ler, ou ainda não leu todos os livros, não vou dar spoilers, pelo contrário, quero ajudar principalmente você que ainda não leu a mergulhar nas aventuras de Percy Jackson. Como estou lendo novamente essa serie maravilhosa, me senti na obrigação de compartilhar com vocês hahaha E com a série vindo ai, é muito gatilho né? 

Se você já é fascinado pelo mundo bruxo, tenho certeza que vai se apaixonar pelo mundo da mitologia grega também! A série Percy Jackson e os Olimpianos é um dos universos mais bem desenvolvidos que já conheci. Riordan faz um trabalho excepcional neste quesito, e o amplia maravilhosamente nas séries similares das outras mitologias. 

Então se curte se aventurar por meio das páginas dos livros como eu, continue aqui comigo! Como nosso foco aqui no site é Harry Potter preciso falar que as histórias são muito parecidas e ao mesmo tempo bem diferentes. São dois heróis que buscam acima de tudo, valorizar aqueles que os amam e lutam pela amizade. 

Assim como Harry é o melhor amigo de Rony e Hermione, Percy tem ao seu lado Grover e Annabeth. Em Harry Potter temos Dumbledore, o diretor que sempre o protege e em Percy Jackson temos o Centauro Quíron. Uma profecia rege a vida de ambos. A amizade é o bem mais precioso de nossos heróis. Muitos inimigos se mostram e se colocam no caminho dos dois. Um professor muito antipático parece ser inimigo, mas na verdade só quer o bem deles.

Combinando mitologia grega e muita aventura, a saga do menino Percy Jackson, que aos 12 anos descobre que é um semideus, filho de Poseidon, tornou-se um fenômeno mundial. Foram mais de 15 milhões de livros vendidos em todo o mundo e quase um milhão no Brasil, além da adaptação para o cinema que atraiu 1,8 milhão de espectadores no país.

Publicado no Brasil pela editora Intrínseca, a saga é composta por cinco livros, sendo eles O Ladrão de Raios, O Mar de Monstros, A Maldição do Titã, A Batalha do Labirinto e O Último Olimpiano, além dos livros complementares, caso queria aprofundar mais ainda, confira nossas postagens.  

Como muitos acham, não se trata só de um livro de ficção infantil, ele nos mostra durante as missões de Percy com a Annabeth e Grover, o quanto é importante ter amigos em que se possa confiar, o quanto uma atitude corajosa pode fazer diferença, que todas as pessoas possuem dons e qualidades diferentes e que todos precisam da ajuda um do outro.

Mas um dos pontos mais interessantes, é que em todos os livros eles nos fazem pensar no nosso “defeito fatal”, e o quão importante é aprender a lidar com ele. Você é fiel demais aos amigos como o Percy? É muito orgulhoso? Nunca está satisfeito com suas conquistas?

Agora vamos falar um pouquinho sobre cada livro, vem comigo!
(E sem spoilers, não se preocupe!)

O Ladrão de Raios


Clique aqui e confira a resenha completa

Fiquem de olho que no decorrer da semana vamos postar a resenha de cada um!

Onde comprar: (clique na imagem!)





Texto: Wizarding World | Tradução: Isabela Lopes

A equipe de design dos filmes de Harry Potter e Animais Fantásticos, lidera por Miraphora Mina e Eduardo Lima, criaram um versão de Harry Potter e a Pedra Filosofal com ilustrações deslumbrantes e 8 elementos de papercraft - já disponível. Aqui, a dupla fala sobre o processo criativo por trás do seu último projeto.

O estúdio de design MinaLima sabe uma coisa ou outra sobre como ilustrar o Mundo Mágico, tendo criado adereços icônicos  (de jornais do Profeta Diário até o Mapa do Maroto) para todos os filmes de Harry Potter e Animais Fantásticos. Agora, eles estão ilustrando um livro de Harry Potter pela primeira vez.



Este livro foi uma grande responsabilidade porque se tornou um clássico moderno - amado por milhões de crianças pelo mundo inteiro,” explica Eduardo. “Os fãs de Harry Potter têm paixão por este mundo mágico, um gosto pelo qual nós nunca tínhamos experienciado antes, embora tenhamos trabalhado com vários contos clássicos como A Bela e a Fera ou Pinóquio, que na verdade estão conosco há séculos.”

Nós começamos pela leitura do livro e criando um ‘mapa do livro’ onde nós identificamos momentos chaves, reviravoltas inusitadas e oportunidades visualmente interessantes. Depois, nós decidimos se estas situações seriam melhor representadas por ilustrações de página inteira, ilustrações pontuais, ou elementos interativos.



Esta edição apresenta o texto completo e integral de J. K. Rowling acompanhado pelas belas ilustrações coloridas em quase todas páginas. A equipe de design até incluiu alguns papercraft surpresas para os leitores, como uma carta de aceitação de Hogwarts dobrável.

É também um processo tridimensional muito técnico”, acrescenta Eduardo. “Nós precisamos ter certeza de que as inserções e recursos estejam espalhadas pelo livro de forma uniforme e que a fabricação em volume seja viável - quase o contrário de projetar um livro como um adereço de filme!

Claro, o primeiro livro de Harry Potter nos apresenta tantas imagens (de personagens amados a lugares icônicos) que estão agora cravadas nas memórias dos fãs de Harry Potter para sempre. Então, quais ilustrações em particular foram as favoritas de MinaLima?

Enquanto Eduardo opta pela introdução de Hogwarts, Mira opta pelo... “Beco Diagonal! As partes interativas são onde precisamos considerar uma abordagem que seja mais 3D e lúdica; este está cheio de conteúdos ricos até à borda para que o leitor descubra... Esperamos que tanto quanto Harry descobriu em sua primeira visita.”



A equipe também estava muito animada para ilustrar elementos do Mundo Mágico que eles não tiveram a chance de se desafiar antes.

Este livro trouxe novas oportunidades: pudemos trazer à vida algumas peças que são importantes para a história mas que não apareceram nos filmes, por exemplo, o relógio mágico de Dumbledore,” revela Mira.

Não vamos dar spoiler do resto do livro para você, mas simplesmente reflita com MinaLima sobre o porquê dos livros de Harry Potter serem tão amados depois de 20 anos.

Na minha opinião, o atrativo é um mundo mágico ancorado numa realidade que nós já estamos completamente familiarizados,” diz Mira. “Que situação melhor do que sete anos de escola... Harry recebe sua carta de aceitação para Hogwarts quando tem 11 anos, nós também recebemos a confirmação da nossa escola secundária aos 11 anos. E o fato de que é uma carta física, como muitos dos outros ‘adereços’ nesse universo, para mim, nos permite aceitar esta ficção de imediato como nossa nova realidade. Do mesmo modo, dando referência a temas universais como a amizade, igualdade, o bem prevalecendo o mal, amor, etc., o leitor é capaz de se identificar totalmente com as personagens no decorrer de suas jornadas pessoais.”

Harry Potter e a Pedra Filosofal (Edição MinaLina) já foi lançado, publicado pela Scholastic nos Estados Unidos e disponível no Reino Unido pela Bloomsburry.

Você pode também adquirir um livro da edição assinado pela loja MinaLima.

Feliz leitura!