Entrevistas com Rupert Grint

0 Comments
Entrevistas com Rupert Grint - Wizard Universe - abril de 2009

Como você vê a evolução de Rony ao longo destes filmes? Você cresceu um pouco, não só no tamanho como também no personagem. O que tornou Rony mais diferente, como foi isso?
A evolução sempre acontece. Os primeiros três filmes realmente me fizeram sentir uma pessoa diferente. Acho que Rony foi o que mais cresceu nos filmes. O próximo ele vai crescer muito mais, porque o mundo está se tornando mais assustador e perigoso. Nós vemos ele proteger sua irmã, vemos o lado meio sensível dele, enfim, vemos mais coisas do Rony nesse sexto filme.

Rony recebe um pouco mais de atenção nesse filme em relação às garotas. Eu sei que você mencionou, no passado, que algumas das cenas mais românticas podem o deixar um pouco desconfortável. Como foi fazer essa cena?
Foi realmente horrível. Mas olhando por outro lado, foi bom, porque minha relação com Jessie (que interpreta Lilá) é bastante divertida, foi realmente muito intensa. Mas foi uma cena embaraçosa porque fizemos reuniões apenas uns dois dias antes de gravarmos. Uma das primeiras cenas que fizemos foi a do beijo.

Eu sei que você já assistiu aos filmes anteriores, mas o que mais marcou você em relação aos making off?
As minhas expressões vagabundas (risos). Mas o que eu não esqueço é que uma vez eles estavam fazendo uma cadeira com um cabo de vassoura para torná-la mais confortável e com a minha forma. Eu estava usando essas calças de magricela e tinha de se sentar nesta cadeira que tinha exatamente a forma do meu rabo. Eles conseguiram transformar tudo em uma cadeira muito confortável. Outra coisa que eu também achei muito emocionante, foi a parte que a casa dos Weasley estava queimando, nós estávamos muito perto dela, foi assustador, mas foi divertido.

Quando tudo começou, este livro era apenas um “livro bonitinho de história engraçada” , com o passar do tempo, obviamente, ele se desenvolveu muito . Para você, qual foi o maior desenvolvimento ao longo dos livros?
Eu suponho que foi o último livro, quando o exército de Dumbledore começa a se formar de verdade e todos se juntam para enfrentar Voldemort. Eles se juntam de verdade quando veem que o mal está dominando tudo. Mas o sexto é muito intenso e, definitivamente, tudo fica mais obscuro.

Como você se sente tão perto do fim de 'Harry Potter', uma coisa que tem sido parte da sua vida por tanto tempo?
Vai ser estranho, eu acho. Não, eu não acho, eu tenho certeza. Ainda não entrou na minha cabeça que eu já estou fazendo o último filme, o último! É estranho pensar que nunca mais vamos fazer isso. Quando terminar, serão dez anos de trabalho. Vai ser muito triste, acho. Vou ficar triste porque eu realmente gostei das pessoas que conheci, até mesmo aquelas pessoas que convivi por pouco tempo. Mas acho que sete filmes são suficiente, de verdade.

Depois de terminar o filme, quais os planos para o futuro?
Eu acho que vou prosseguir fazendo filmes porque eu realmente gosto de fazê-los, e eu quero fazer algo diferente. Eu fiz um par de coisas fora dos seis filmes, sendo que foi realmente divertido interpretar um personagem diferente e ver como outros filmes são feitos.


Tecnologia do Blogger.