Harry Potter mudou minha vida

0 Comments
Coluna da semana | Feita pela potterhead: Renata Molina
As pessoas sempre me perguntam porque eu ainda gosto tanto de Harry Potter com quase 31 anos, e na verdade, eu nunca respondo da maneira como gostaria porque a maioria das pessoas quando me perguntam isso, não querem realmente saber o porque e sim me zoar ou falar mal sobre algo que não conhecem e apenas ouvem falar.

Mas vamos do começo. Ler nunca foi um problema, sempre fui apaixonada desde que me conheço por gente. Eu comecei a ler Harry Potter com 11 anos, a mesma idade dele quando começa a história. Peguei emprestado de uma amiga o primeiro livro e não consegui parar. Acabei lendo o livro todo em uma madrugada. Desesperada pelos próximos, dei um jeito de conseguir emprestado o segundo e o terceiro livro e mais uma vez, eu os devorei. Quando terminei descobri que o quarto AINDA IA LANÇAR. Para quê? Entre O Prisioneiro de Azkaban e o lançamento de O Cálice de Fogo passaram-se poucos meses, mas em compensação para A Ordem da Fênix, foram enormes DOIS ANOS. Você sabe o que são dois anos na vida de uma pessoa entre 10-15 anos? É uma eternidade. Uma eternidade de espera e ansiedade porque Harry Potter continuava uma constante em minha vida. Eu lia e relia o todo tempo.

Eu lembro como se fosse hoje que no dia do lançamento de A Ordem Da Fênix, o MSN colocou na sua página de boas vindas um spoiler tipo “PERSONAGEM X MORRE NO NOVO LIVRO DA SÉRIE HARRY POTTER”. OIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII?! QUEM FAZ ISSO?? ME FEZ CHORAR MAIS DO QUE CHOREI QUANDO LI (mentira, chorei igual ou mais rs)!

Em 2005, meu inglês era bom e eu li o sexto livro da série em um dia, sem largar, no idioma original. E adivinha? Tive que esperar mais dois anos até que saísse As Reliquias da Morte… mas para que tanta espera? Era torturante. Até hoje não entendo porque fazem isso com a gente em tudo. Livros, filmes, séries... é uma espera sem fim. 

O último livro eu li beeeeem devagar porque eu não queria que acabasse nunca. Lia e relia cada frase escrita. Eu vivi todos os sentimentos possíveis, eu me alegrei, fiquei brava, espantada, surpresa, triste e as vezes até perdia o ar de tanto que chorava. Como pode um livro mudar tanto nossas vidas? Enquanto eu fui crescendo e lendo os livros, muitas coisas aconteceram em minha vida e que se não fosse pelos conselhos de Dumbledore, eu teria feito muita merda rs. Pode parecer engraçado, mas é verdade.

Minha primeira tatuagem do Harry Potter (incluindo essa, tenho mais 17 tattoos do HP) é uma imagem em que ele está olhando pro Espelho de Ojesed e vendo o reflexo dele com seus pais e ao lado a frase "If does not do to dwell on dreams and forget to live" (Não habite nos seus sonhos e se esqueça de viver). Cara, essa frase mudou a minha vida. Eu estava vivendo um momento horrivel onde tinha perdido meu emprego, namorado, meus sonhos, cheguei a obesidade, entrei em depressão porque queria continuar vivendo aquilo que não me pertencia mais e logo, vivia um realidade que não existia, só existia em meus sonhos. Esqueci de mim, de viver. Eu lembro exatamente do que senti quando li essa frase, aquilo borbulhava dentro de mim, as palavras ecoavam na minha mente e eu fui digerindo uma a uma até que eu entendi e vi que eu já havia perdido quase dois anos da 
minha vida ali, parada, em depressão, esperando a vida passar e me levar embora. E a partir desse dia eu fui uma nova pessoa e carrego comigo essa frase para nunca esquecer, nem por um segundo, que a vida é uma só e que devemos vive-la. Intensamente. E isso foi só um dos momentos da minha vida em que essa leitura incrível me ajudou e me salvou até.

Eu cresci junto com ele, as experiências pelas quais ele passou me ensinaram o valor do amor, da amizade, da confiança, me mostrou que devemos fazer o bem aos outros, independente do quanto eles te façam mal, me mostrou que ninguém é perfeito e todo mundo erra. O que importa são nossas escolhas e como decidimos agir. E que ninguém é fraco quando se tem algo que vale a pena lutar. Harry é muito mais que uma historia de magia em minha vida.  É minha vida, fez parte da minha infância, adolescência, vida adulta! Eu sempre vou me lembrar daquele garoto que lembrava muito o pai mas que tinha os olhos da mãe. E que não mediu esforços para trazer paz aqueles que amava. E é por isso que eu digo que Harry Potter teve um impacto muito grande em minha vida. Não por ter mudado radicalmente meus pensamentos ou me inspirado a ser uma pessoa melhor apenas mas por ter me ensinado que não há problema algum em ser eu mesma, em gostar das coisas que eu gosto independente do que os outros achem disso, e principalmente por ter me mostrado que na vida existe sim algo pelo qual vale a pena nos sacrificarmos.

E só podia terminar de um jeito depois de 18 tatuagens, textão e amor incondicional:

"After All This Time?
Always!!!"










Tecnologia do Blogger.