ESPECIAL J.K. Rowling

2 Comments
Joanne Rowling, mundialmente conhecida por J.K. Rowling nasceu em 31 de Julho de 1965, na cidade de Yate, na Inglaterra. Essa data é, também, a do nascimento de Harry Tiago Potter.

Joanne, desde pequena, adorava ler, e essa paixão resultou em um "livro" no qual escreveu aos seis anos, "A História de um Coelho Chamado Coelho".

A pequena Joanne adorava brincar de magia com seus vizinhos, Ian e Vikki Potter, que mais tarde serviriam de inspiração para o sobrenome do personagem principal de sua grandiosa obra. Joanne era a filha mais velha de Peter John Rowling e Anne Volant, que se conheceram em uma viajem de trem na estação King's Cross, muito presente na série. Joanne declarou em um documentário que seus pais lhe disseram que ela era "uma decepção", e que deveria ser um menino, chamado Simon John. Certa vez, depois que Dianne nasceu, ela perguntou aos pais se a irmã havia sido uma decepção também, e eles disseram que não. Joanne, então, perguntou se foi porque eles descobriram que era legal ter uma menina. E eles disseram novamente "não". Ela então subiu a escada, e chorou.

Joanne se mudou com a família para a cidade de Tutshill, e estudou em uma escola com o mesmo nome. Entretando, Jo e Di acabaram por freqüentar outra escola, a Escola Secundária Wyedean, e lá conheceu o professor de química John Nettleship, que inspirou o personagem Severo Snape.
No período em que Joanne estudava na Escola Wyedean, sua mãe foi diagnosticada com esclerose múltipla, e conheceu Sam Harris, amigo que ela dedicou o segundo livro, A Câmara Secreta, e dono do Ford Anglia original.

Joanne, antes de virar escritora, trabalhou como professora. Ela procurou um apartamento em Manchester, onde o namorado morava, mas acabou voltando para Londres, onde começou a ter suas primeiras idéias de um personagem que mudaria a história da Literatura Juvenil. Foi então que, em uma viajem de trem em que o veículo quebrara, ela aproveitou para criar o primeiro rascunho do que seria um sucesso em todo o mundo.
A ideia de Harry Potter surgiu de repente em minha mente [...] e nenhuma outra ideia tinha me animado tanto quanto essa.
Foi em Junho de 1990 quando seus rascunhos tomaram forma, e ela se instalou em Manchester, onde passava o tempo descrevendo os personagens e os guardando em uma caixa de sapato.

Em 30 de Dezembro do mesmo ano, às vésperas do Ano-Novo, Anne, a mãe de Joanne e Dianne, morreu de esclerose múltipla, causando um baque em toda a família.
Foi um momento terrível. Meu pai, Di e eu estávamos arrasados; ela só tinha 45 anos e nunca imaginamos, provavelmente por não gostar nem de pensar na ideia, que ela poderia morrer tão jovem. Lembro-me de sentir [...] uma verdadeira dor no coração.
Joanne voltou infeliz para Manchester, onde descobriu que seu apartamento havia sido assaltado, e depois de muitas brigas com o namorado, ela se mudou para um hotel. Foi no seu quarto nesse hotel que Joanne criou o Quadribol.

Joanne, então, se mudou para Portugal, onde foi dar aulas de inglês na cidade do Porto, onde dividiu um apartamento com duas outras professoras, Jill Preweet e Aine Kiely, as quais são dedicadas O Prisioneiro de Azkaban.

Em um dia, Joanne se interessou por um estudante português em um bar, Jorge Arantes. Logo, os dois começaram a viver juntos, e Joanne engravidou, mas acabou sofrendo um aborto. Jorge a pediu em casamento em Agosto de 1992, mas os dois viviam brigando, e não havia mais sentido em continuarem casados. Foi aí que Rowling engravidou novamente.

Sua filha nasceu em 27 de Julho de 1993, mas o casal continuava brigando. O casamento terminou oficialmente quando Jorge a expulsou de casa. Joanne conseguiu levar seu bebê junto, e então, deixou Porto, e voltou ao Reino Unido. Rowling se mudou para um apartamento, enfrentou a pobreza, e entrou em depressão. Desse estado de espírito gélido, que parece tirar toda a sua alegria e as cores ao redor, Rowling criou os Dementadores, as criaturas mais terríveis da face da Terra.

Rowling recebia a ajuda do governo, e andava com a filha no carrinho de bebê, e enquanto ela dormia, ía até o Nicolson's, bar que seu cunhado era proprietário, ou o The Elephant House Café. Nesses bares, ela tomava café e escrevia as histórias de Harry Potter até a filha acordar.
Em meados de 1995, ela conseguiu se divorciar.

Depois de seu livro ser recusado por 9 editoras, ela assinou contrato com a Bloomsbury, adotando, em seu nome, a letra "K", de Kathleen, nome de sua avó favorita, mas também pelo medo dos editores, que alegavam que os meninos não iam ler um livro de magia escrito por uma mulher.
Harry Potter e a Pedra Filosofal foi publicado em 30 de Julho de 1997, e logo se tornou o mais vendido da época. Em seguida, vieram os outros livros e os filmes, e J.K. Rowling se tornou uma das mulheres mais ricas de todo o mundo.

Joanne é atualmente casada com Neil Murray, e tem dois filhos com ele: David e Mackenzie, além de Jessica.

J.K. Rowling é muito mais que uma grande escritora- Ela é uma guerreira, que lutou com todas as suas forças para sobreviver em um mundo cruel e ver seus sonhos realizados. Joanne também é uma alma caridosa, pois está sempre ajudando os que necessitam. J.K. Rowling é um exemplo a ser seguido, pois mesmo no momento mais difícil de sua vida, ela não perdeu as esperanças e nem desistiu de seus sonhos.

Obrigando, J.K. Rowling. Todos nós te amamos.
Como você gostaria de ser lembrada?
-Como alguém que fez o melhor possível com o talento que tinha.


Tecnologia do Blogger.