Trabalhando no parque do Harry Potter


Lembro de quando eu tinha 11 anos e li Harry Potter pela primeira vez. Era fim de semana e eu pedi para a minha mãe comprar um livro para mim. Na livraria a atendente me disse que havia acabado de chegar um livro que estava fazendo muito sucesso na Inglaterra e nos Estados Unidos, era a história de um menino que descobre que é bruxo. "Que besta", pensei. A atendente me garantiu que eu iria me apaixonar pelo livro e, obviamente, 2 dias depois estava eu procurando desesperadamente por mais informações sobre o bruxinho.

Foram anos de espera por livros e filmes. Ouvi rumores sobre as histórias, fiz novos amigos por causa dos livros. Enfim, cresci junto com o Harry.

Entre os filmes "The Deathly Hallows" parte 1 e parte 2, em 2010, surgiu a oportunidade de fazer um intercâmbio. A princípio, eu queria trabalhar na Disney. Era um intercâmbio mais barato e com mais vagas, mas como a Universidade de Brasília estava em greve, a Disney não aceitou os alunos de lá. Logo me avisaram que a Universal Studios estava com um programa de intercâmbio também, e lá fui eu fazer entrevistas.

Na época o intercâmbio era feito por meio da CI intercâmbios, mas não sei hoje em dia como está. Primeiro você era apresentado ao valor - exorbitante - do programa; logo em seguida era feito um teste bem simples de inglês, seguido de uma entrevista pelo Skype. Tudo isso com a equipe da CI. Selecionaram 100 pessoas para fazer a entrevista com os recrutadores da Universal. Fui aprovada e lá fui eu para São Paulo. 

Não posso dizer que eu estava nervosa no dia da entrevista. Não posso mesmo, porque na realidade eu estava apavorada!!! Eu estava tremendo, suando frio e com uma dor de cabeça que queria me fazer sentir tudo o que o Harry sentia quando estava perto de Vocês-sabem-quem. Houve uma palestra com o diretor geral de recrutamento, que parecia o tio Valter mais bem humorado. Durante a palestra ele disse as palavras mágicas “tenho uma vaga para trabalhar no parque do Harry Potter, quem quiser concorrer avise durante a entrevista”. Decidi que essa vaga era para mim!!! Usei toda a estratégia de entrevista que eu havia preparado para a Disney e deu certo! Um mês depois recebi que eu havia sido selecionada para trabalhar em uma montanha russa… Mas não era a do Harry! :(

Meses depois, quando cheguei na Universal Studios para fazer a orientação lá estava no meu crachá “The Wizarding World of Harry Potter - Three Broomsticks”! Eles haviam cometido um erro antes e me mandaram o nome da atração errada! Honestamente foi o momento da minha vida em que eu mais quis gritar de alegria!!! 

Nos próximos posts vou contar para vocês um pouquinho sobre como foi essa experiência de trabalhar no parque! Vou falar sobre o treinamento, o dia a dia, as festas privadas no parque e muitas outras coisas!! Deixe aqui suas perguntas que eu vou respondendo nos posts seguintes!!


Tecnologia do Blogger.