J.K. ROWLING REVELA HISTÓRIA DA CASTELOBRUXO, ESCOLA DE MAGIA NO BRASIL

0 Comments

Em homenagem ao dia de "Celebração de Harry Potter", a escritora J.K. Rowling divulgou (via Pottermore) a localização das 11 escolas de magia espalhadas pelo mundo. No mapa fictício, é possível ver a escola de magia brasileira chamada de "Castelobruxo", que aceita estudantes de toda a América do Sul.

Confira abaixo a tradução feita por Isabela Lopes. 

A escola brasileira de magia, que abriga estudantes de toda América do Sul, pode ser encontrada escondida na profunda mata tropical. O castelo fabuloso aparenta estar em ruínas para os poucos olhos trouxas que já o viram (um truque compartilhado com Hogwarts; a opinião está dividida em quem pegou a ideia de quem). Castelobruxo é um imponente edifício quadrangular de rocha dourada, frequentemente comparada a um templo. Ambos edifícios e terrenos são protegidos por Caiporas, seres espirituais pequenos e peludos que são extraordinariamente travessos e astutos, e que surgem na calada da noite para cuidar dos alunos e das criaturas que vivem na floresta. A antiga diretora do Castelobruxo, Benedita Dourado, uma vez foi ouvida rindo com vontade em uma visita de intercâmbio à Hogwarts, quando o diretor Armando Dippet queixou-se de pirraça, o poltergeist. Sua oferta de envia-lo algumas Caiporas para a floresta proibida ‘para mostra-lo o que realmente é um problema’ não foi aceito.

Os alunos do Castelobruxo usam vestes verde-claro e são especialmente avançados em tanto em Herbologia quanto em Magizoologia; a escola oferece programas de intercâmbios muito populares para estudantes europeus* que desejam estudar a flora e fauna da América do Sul. Castelobruxo produziu um número de ex-estudantes famosos, incluindo um dos mais famosos preparadores de poções do mundo, Libatius Borage (autor de, entre outros trabalhos, Preparo Avançado de Poções, Anti Venenos Asiáticos e Tenha sua própria Fiesta em uma garrafa!), e João Coelho, Capitão do mundialmente renomado time de quadribol Tarapoto tree-skimmers (Rasa/Rasante-árvore de Tarapoto).

*Foi uma dessas viagens que os pais de Gui Weasley não puderam proporcionar, fazendo com que seu correspondente decepcionado do Castelobruxo o enviasse algo desagradável pelo correio.


Tecnologia do Blogger.