5 vezes que o amor fez personagens mais corajoso do que nunca

0 Comments




Texto: Pottermore
Tradução: Pedro Pimentel

Amor e magia sempre andaram juntos na vida do Harry. Afinal de contas, foi essa combinação que salvou sua vida quando era bebê. Mas ele não foi o unico que ficou mais force por causa dos misteriosos poderes do amor. 

1. Quando Dumbledore descobriu seu verdadeiro caminho 

Veio como uma surpresa para muitas pessoas, inclusive Harry, quando descobrimos que Dumbledore foi amigo do poderoso bruxo das trevas Gellert Grindelwald, e compartilhou suas ideias até um certo limite. Pareceu ser completamente diferente do Dumbledore que conhecemos e amamos, e ainda quando a triste historia do seu passado foi revelada, as coisas (essa ultima frase é meio complicada porque não consigo achar palavras para traduzir. kkk mas ela diz tipo: Pareceu estranho pois nao era o Dumbledore que conhecemos, e ainda por cima depois de descorbrimos a historia do seu passado, as coisas não mudaram drasticamente) 

Apenas depois da morte da sua irma Ariana, durante um duelo entre Dumbledore, Aberforth e Grindelwald, que o Dumbledore enxergou no que ele estava se tornando. Suas ações nos anos após o que aconteceu mostraram que ele passou o resto da sua vida tentando compensar pelo que havia acontecido. Pareceu que seu amor por sua irmã e a culpa que sentiu por causa da morte dela teve um grande papel na historia, mesmo sem seu irmão Aberforth o ter perdoado.


2. Quando Molly lutou contra Bellatrix 


Molly, a amada matriarca da familia Weasley, nunca poderá ser chamada de timida -- quando vimos que sua furia era a unica fonte de energia que conseguia parar Fred e George nos seus planos. Mais ainda assim, seu temperamento vem do amor e preocupação por sua familia, algo que entendemos quando vemos que seu bicho-papao se torna na imagem de sua familia morta. 

Esse amor pode paralisa-la na frente de um bicho papao, mas tambem pode se tornar em algo muito mais poderoso, quando ela defende a Gina da Bellatrix na batalha de Hogwarts, dizendo "Minha filha não sua (puta, vadia?? KKKKKK não sei)." 

Apesar de ter confrontado seu maior medo naquela noite (Morte de Fred), seu amor por Gina colocou-a em ação e foi uma das unicas coisas com poder suficiente para destruir a persistente Bellatrix de uma vez por todas.

3. Quando salvou a vida do Harry 


A verdadeira historia de Harry começou quando Voldemort invadiu a casa dos Potter em Godric's Hollow. James morreu tentando proteger sua esposa e filho, no momento que a  Lily se sacrificou quando o Voldemort falou para ela sair da frente. Pelo que Dumbledore entendeu, e Voldemort não conseguiu compreender naquele momento, o sacrificio de Lily naquela noite deu ao Harry uma proteção que iria durar até o momento em que ele fizesse 17 anos.

4. Quando Harry decidiu se sacrificar


Lily Potter sempre poderia dar a Harry o poder que ele precisava, até na morte. Harry ao acreditar que ele deve ser morto pelo Voldemort, ele se lembra que tem na mão a Pedra da Ressureição, para que Remus, Sirius e seus pais estejam com ele no momento de sua morte. Com essas lembranças de sua vida o cercando, e a visão dos olhos de sua mãe, ele consegue ter forças para fazer seu ultimo sacrificio.

5. Quando Narcisa mentiu para Voldemort 

Apesar de nunca ter sido uma comensal da morte, Narcisa Malfoy estava sempre no plano de fundo, apoiando Lucius e Draco. Por um bom tempo, as intenções da Narcisa não foram as melhores, até o momento em que o Voldemort manda ela verificar se o Harry estava realmente morto. 

Apos descobrir que o Harry ainda estava vivo, ao inves de entrega-lo, ela faz uma pergunta: :"O Draco ainda esta vivo? ". Apos descobrir que ele está, ele mente para o Lorde das Trevas sobre o Harry, e revela que sua aliança com o Voldemort nunca será tão forte quando amor que ela tem por seu filho. 

Pelo que o Dumbledore enfrentou tanto sofrimento para tentar explicar, essa foi uma maiores falhas do Tom Riddle; ele nunca conseguiu entender o poder do amor.


Tecnologia do Blogger.