[COLUNA] A Batalha de Hogwarts

0 Comments

Hoje, dia 02 de maio, nós comemoramos o fim da Batalha de Hogwarts, que aconteceu entre a noite-madrugada de 01 de maio e 02 de maio de 1998. Ou seja, em 2017 comemoramos 19 anos do fim da batalha.

Como fãs ávidos da série Harry Potter, tanto nos filmes, como nos livros, vivenciar a batalha causou grandes emoções em todos nós, desde o profundo desespero com a "morte" de Harry na Floresta, à angústia com o grito de Minerva McGonagoal e a euforia com os elfos domésticos saindo da cozinha, as flechas dos centauros rompendo os céus e acertando diversos Comensais.



Agora, falemos efetivamente da batalha de Hogwarts.

No contexto geral percebemos que a Batalha de Hogwarts começa assim que Voldemort sentencia Harry Potter à profecia ao escolhê-lo como seu alvo, não Neville Longbottom, o sangue-puro, mas sim Harry Potter, o meio-sangue, mestiço. Se formos analisar mais o momento da preparação do terreno devemos analisar que Harry Potter e a Ordem da Fênix é o marco inicial da disputa, tanto nos bastidores (Armada de Dumbledore, a própria Ordem da Fênix, e a reorganização dos Comensais) como "à frente das câmeras (Batalha do Ministério).

Porém, a Batalha de Hogwarts começa, realmente, na retomada da escola pela Vice-Diretora Minerva McGonagoal em conjunto da Ordem da Fênix e os alunos.


Snape, como viemos a saber posteriormente, estava protegendo os alunos e "abatendo" os Comensais que estavam ao seu lado (os Carrow), porém, ali se inicia a batalha. Minerva ordena que os alunos voltem para seus salões comunais ou fujam através do bar de Aberforth Dumbledore (Cabeça de Javali), alguns alunos decidem ficar para lutar (maiores de idade, salvo exceções, R.I.P Colin Creevey). Harry, então, com a sua missão, decide procurar o Diadema de Ravenclaw enquanto os outros armavam as defesas da escola, entre elas, a cena icônica de Minerva...


Após as defesas estarem levantadas e o ataque começar (como no primeiro gif ali em cima), Harry se encontra com a Dama Cinzenta, fantasma corvina e em vida filha de Rowena, depois de todos saírem pelo bar Cabeça de Javali, Harry descobre que o Diadema perdido está no mesmo lugar que somente ele e Voldemort poderiam saber, no local onde gerações de estudantes haviam deixado seus pertences, e, acompanhado de Hermione e Rony e seguidos por Malfoy, Crabbe e Goyle (no filme temos uma pequena troca, pois um dos atores havia sido detido).


Após Harry salvar Malfoy e Crabbe, os ataques dos Comensais da Morte de Voldemort se intensificam. Depois desta cena, e na verdade, ao longo do filme inteiro, sentimos a falta d eum item em particular: Capa da Invisibilidade, usada por Harry para andar com Rony e Hermione pelo campo de batalha.

Os acontecimentos da batalha são conhecidos por todos, desde a ausência do Hagrid graças às aranhas gigantes, ao ataque dos gigantes, e etc.

Chega o momento que todos (ou pelo menos que leu o livro) esperavam, Snape confrontando Voldemort na esperança de voltar para o campo de batalha para se encontrar com Harry e dizer o plano de Dumbledore, e toda a verdade, mas, como ele era o "(suposto) possuidor da Varinha das Varinhas, Voldemort acaba por decidir tomar a vida se Severus.


Harry então entra e se encontra com Severus, que ainda vacilante, retira suas memórias para contar a verdade sobre tudo, e temos aquela que ficou conhecida como a cena que marcou toda uma geração.


Harry após ver as memórias de Snape entende que apenas a sua morte seria capaz de parar Voldemort, no caminho para se encontrar com ele temos a confidência a Neville, sempre três a saberem das Horcruxes de Voldemort, a o choro e abraço da Hermione que, enfim, compreende toda a situação.

Temos, então, a ida à floresta, e o momento em que Harry Potter, finalmente, se torna, por direito, o verdadeiro possuidor de todas as relíquias da morte, aceitando a morte como sua amiga, e indo encontrar-se com aqueles que deram a vida por ele.


Harry então é atingido por um Avada Kedavra proferido pelo próprio Voldemort e é salvo por ninguém menos que NARCISA MALFOY, As cenas seguintes diferem-se muito entre filme e livro, sendo no livro mais sóbria e mais real que o próprio filme.

O importante agora não é a sequência de fatos que se seguem, mas especificamente alguns detalhes, como a força de Neville, a relação de Hermione e Rony e a postura de Harry frente ao perigo (no livro, muito mais digna). Temos a cena da família sendo superior ao poder (Molly x Bellatrix) e tudo o mais.

A Batalha de Hogwarts então ficou registrada para a história com a queda de Voldemort, seu corpo jogado ao canto [(no livro) ou desintegrado no filme]. A verdade é uma só, a batalha de Hogwarts foi memorável, em todos os aspectos, em todas as mídias, como poderia e deveria ser, ao final, a grandiosidade de uma das maiores séries que este mundo já viu.


Tecnologia do Blogger.