Coisas que poderíamos ter dito aos alunos de Hogwarts

0 Comments
Retrospectiva é uma coisa maravilhosa mas definitivamente houveram alguns momentos em Hogwarts em que um aviso poderia ter prevenido um bocado de problemas. Spoilers à frente!

Texto: Pottermore | Tradução Clara Monnerat
A vida em Hogwarts nem sempre se resumia a momentos cômicos, com corações partidos, bullying e toda aquela ascensão de Voldemort ao poder se revezavam para interromper a vida escolar.  Mesmo assim, ainda tinham alguns momentos incríveis ao longo do caminho- e mais do que apenas alguns que foram perdidos por poucos. Às vezes nós desejamos que poderíamos voltar ao primeiro ano e avisar nossos futuros alunos do que estava por vir...

Neville se tornaria um dos mais corajosos grifanos

Neville não teve o melhor começo em sua vida em Hogwarts. O que não era surpresa alguma, levando em conta sua criação: pais torturados até a insanidade pelos Comensais da Morte, criado por uma avó convencida de que ele era Trouxa, suas experiências com um tio-avô que gostava de pendurá-lo de janelas e empurrá-lo do píer de Blackpool... Mágica deve tê-lo aterrorizado então não é realmente uma surpresa que Neville tenha chegado em Hogwarts tão sem confiança. 

Tudo isso o fez um alvo fácil para o bullying de Draco Malfoy. Foi de partir o coração quando vimos Neville tentando lidar com as afirmações de Draco de que ele não era corajoso o bastante para estar na Grifinória. 

Como gostaríamos de poder dizer a Neville o quão errado Draco estava. Desde enfrentar seus colegas no final do primeiro ano até liderar a resistência durante o ano da resistência de Hogwarts pós-Dumbledore e finalmente, sua derrota épica da cobra, não resta dúvida de que ele era um verdadeiro grifano- e um da pesada!

Hogwarts não é tão segura

Quando Harry se viu na Borgin & Burkes no começo de A câmera Secreta, ele se escondeu dos Malfoy em um guarda-roupa que mais tarde descobriria ser o gêmeo do Armário Sumidouro. Malfoy os usaria depois para levar os Comensais da Morte dentro de Hogwarts, dando início à batalha que resultaria na morte de Dumbledore. Harry também viu Malfoy estudando um colar de opalas amaldiçoado que viria a machucar Kate Bell seriamente.

Se apenas pudéssemos ter avisado Harry o que esses objetos fariam. Talvez o Ministério poderia ter invadido Borgin & Burkes e tê-los destruídos.  Mas a quem estamos enganando? Com patrocinadores como Lúcio Malfoy, ninguém teria acreditado nisso (ou iria querer acreditar).


Tomem cuidado com as Horcruxes

Mesmo assim, Lúcio estava nervoso o bastante para vender alguns de seus objetos de magia negra para o Sr. Borgin - e foi durante essa mesma ida às compras que o velho diário de Voldemort foi parar nas mãos de Gina Weasley. AQUELA Horcrux que Harry destruiu com o canino do basilisco na Câmera Secreta mas como queríamos ter avisado Harry para ficar atento para mais algumas. 

Primeiro teve o diadema de Rowena Ravenclaw, que Harry colocou sem cuidado encima de uma estátua na Sala dos Artefatos Escondidos, enquanto tentava esconder sua cópia de Estudo de Poções Avançadas do Príncipe Mestiço. 

Só para piorar as coisas, teve o medalhão casualmente deixado de lado durante a limpeza de Grimmauld Place. Resgatado por Monstro, roubado por Mundungo Fletcher e subsequentemente adquirido por Umbridge: se poderíamos apenas ter avisado para PARAR DE JOGAR AS COISAS FORA, teria economizado bastante tempo durante a caçada das Horcruxes. Poderia até ter significado que Dumbledore não precisaria ter passado por todo aquela confusão na caverna que enfraqueceu sua saúde. Que pensamento! 

Uma dica especificamente para Rony: Hermione é uma garota

OK, Rony. Houve várias ocasiões em que quisemos gritar com ele - e em outras também, para ser justo- mas o jeito que ele tinha que ter convidado Hermione para o Baile de Inverno estava na cara. 
"Hermione, Neville está certo-você é uma garota..." não é o caminho para o coração de ninguém e para agravar essa insensibilidade, ele se recusou a acreditar que Hermione já tinha aceitado o convite de outra pessoa. Digamos simplesmente que podemos entender o porquê de Hermione acusou Rony de ter a profundidade emocional de uma xícara de chá. 

Gostaríamos de ter podido nos intrometer e ter dito a Rony para resolver seus problemas sozinho; quem sabe assim ele teria evitado toda aquela inveja do Krum, a confusão com a Lilá, ser atacado por aves chilreantes e o imprudente encontro de Hermione com Córmaco McLaggen. Oh, Rony! 


Que o irmão de Dumbledore era o dono do Cabeça de Javali 

Não temos certeza de que ter descoberto isso antes poderia ter solucionado alguma coisa mas o fato de que Aberforth Dumbledore estava trabalhando a alguns quilômetros de distância da escola de seu irmão teria sido interessante de saber. Imagine quais segredos Aberforth poderia ter sido encorajado a revelar sobre o enigmático Alvo! E como sabendo que ele estava lá poderia ter afetado Harry, especialmente após Dumbledore ser banido de Hogwarts, ou mesmo nos meses sombrios após a morte do professor. 

Mas pensando melhor - Aberforth pode ter sido um membro da Ordem da Fênix mas sua relação com seu irmão era bem complicada. Então talvez essa seja uma relação melhor deixada de lado...




Tecnologia do Blogger.