Contos de Beedle, o Bardo

0 Comments
Não há maneira mais fácil de definir a experiência de ver, segurar ou ler Os Contos de Beedle, o Bardo, então vamos começar com apenas uma palavra: "Uau." O verdadeiro fato de sua existência (um artefato tirado de um romance) é mágico, para não mencionar o fato de que apenas sete cópias existem no mundo todo e cada um dos contos nunca antes contados é manuscrito e ilustrado pela própria J.K. Rowling (e é igualmente claro desde as primeiras páginas que ela tem alguma habilidade como artista). A caligrafia de Rowling é como o familiar garrancho de nossa tia favorita - não é tão difícil de ler, mas requer atenção - permitindo a você ir devagar e saborear o mistério de cada palavra a seguir.

Então como você revisa um dos mais marcantes tomos que você já teve o prazer de abrir? Você simplesmente volta a cada página e se permite devanear por cada história. Você desenterra os mais simples contos que já leu, como as fábulas de Esopo, e ecoam os temas de série; você segue cada inclinação e curva da caligrafia de Rowling e revela em cada detalhe que faz do livro único - um leve escurecimento de uma letra aqui, um lugar onde a escrita quase sai da página lá. Você pega tudo isso, e você tenta, e traz isso à vida, sabendo que nunca será capaz de fazer-lhe justiça. Com isso, vamos cavar e começar do começo, sim? -- Daphne Durham
Amazon.com

• Lançamento:
4 de dezembro de 2008 (encomende já aqui).



Tecnologia do Blogger.