Set-report de Harry Potter e o Enigma do Príncipe!

0 Comments

A revista francesa Studio Magazine foi o primeiro veículo da mídia Francesa que teve autorização de penetrar nos bastidores do sexto filme da série Harry Potter, " Harry Potter e o Enigma do Principe " . Além de terem visitado, contaram tudo o que viram em um set-report exclusivo.

Studio Magazine foi o único veículo da mídia francesa que teve autorização de penetrar nos bastidores do sexto episódio das aventuras potterianas no cinema. Visitamos um de seus sets e conhecemos os mistérios e um mundo de revelações dos atores que, aos dezoito anos, encarnam Harry, Rony e Hermione.

Um aeródromo! Este continua a ser o local de gravação da saga Harry Potter. Quando penetramos no bem-guardado coração dos estúdios Leavesden, a 30 km de Londres, a primeira coisa que chamou atenção foi o tamanho do lugar. Do limite do terreno, são cerca de 300.000 m² totalmente murados, com decorações incríveis. Dentro, estão o campo de quadribol e A Toca, entre outros locais de gravação. Logo à esquerda, vemos a entrada de Hogwarts e o pátio da Rua dos Alfeneiros, onde Harry vive com os tios. Mas, certamente, o mais impressionante é o Expresso de Hogwarts, um trem vermelho que leva os alunos todos os anos à escola..

“Ao longo dos anos, contruímos novas estruturas à medida que elas foram necessárias.”, me explica o encarregado da produção que me recebeu. “Mas, no fim das gravações, elas nunca eram destruídas por completo, já que era impossível prever o que J.K. [Rowling] escreveria no próximo livro e o que poderíamos reutilizar.”

Um set onde reina sigilo completo.É nesta antiga fabrica de motores Rolls Royce, utilizada pelos britânicos durante a Segunda Guerra Mundial, que Harry Potter mantém seu QG nos últimos oito anos. Os antigos hangares acomodam os sets interiores. Cada um deles é constantemente vigiado para que nenhum engraçadinho decida levar uma ou outra peça em busca de algum souvernir. O set mais antigo (e mais vigiado) é o “Salão Principal”, onde 350 estudantes da escola de magia fazem suas refeições. Tão logo as grandes portas de madeira se abrem, notamos a autenticidade desse set: as altas paredes de pedra impoem respeito, as mesas de madeira usadas pelo tempo, as tochas escurecidas pela fuligem. Cada acessário, copos, cadeiras, emblemas, parece ter vindo de outro século. Apenas o teto verde – para mostrar o céu encantado – nos lembra que estamos no set de um filme. Ainda assim, é difícil imaginar que estamos no local de gravação de uma das maiores produções mundiais. E também uma das mais secretas, É a primeira vez que um jornalista tem acesso ao sets de Harry potter e o enigma do principe desde o início das gravações, em setembro de 2007.

Hoje é o 130º dia de gravação. Toda equipe está reunida na pequena ponte de pedra, construída para a cena, que liga o colégio ao pub Três Vassouras. Ela está coberta de neve artificial, seus minúsculos flocos brancos caem de cima enquanto um ventilador enorme os espalha. No chão, marcas discretas indicam aos atores suas posições. Um operador francês, Bruno Delbonel (colaborador de Jeunet, que trabalhou em O Fabuloso Destino de Amélie Poulain e Amor Eterno), discute com o diretor David Yates os detalhes finais das posições em cena. “Luzes”, grita o primeiro assistente, “Câmera”, responde alguém sobre as máquinas, “Ação”, de seu lugar, Yates sussurra.

O novo professor de poções, Horácio Slughorn (interpretado por Jim Broadbent) é um homem que sempre busca estar em companhia de celebridades. Ele convida Harry Potter para sua festinha de natal. “Essa é uma experiência única para um veterano. Como a saga faz tanto sucesso, mesmo com o passar dos anos, ninguém está preocupado com o tamanho do orçamento – e eu nunca vi tanto sigilo em um projeto tão grande.”

Como seus personagens.

Lado a lado, Daniel Radcliffe (19 anos),Rupert Grint (20 anos) e Emma Watson (18 anos), três crianças que se transformaram em bruxos experientes. A saga deixou a infância. É surpreendente as semelhanças que os atores guardam com seus seus personagens: Rupert Grint é leviano como Rony, ele largou a escola aos 16 anos e, com o dinheiro do seu cachê, comprou uma mesa de ping–pong e outra de bilhar, para se distrair em seu camarim.

Emma Watson é boa aluna como Hermione, pretendendo inclusive entrar na universidade. Bastante centrada, ela se irrita freqüentemente com os garotos indisciplinados: “É claro que houveram atritos entre a gente, mas quem nunca brigou com amigos de infância?” Ainda mais surpreendente, é Daniel Radcliffe.

Qualquer adolescente poderia se perder diante de tanto dinheiro e fama. Não ele. Simples, com a cabeça sempre no lugar, é um dos poucos que apreciam a atmosfera confinada dos estúdios Leavesden, onde chega a passar seis meses do ano. No set, ele usa cada nuance do personagem para lhe dar mais verossimilhança. Em um momento, mostra o frio, enroscando as mãos em seu bolso, no próximo, ressalta a impaciência de Harry mexendo as pernas O diretor aprova sorrindo. Como seu personagem, Dan Radcliffe está em uma missão. Quem sabe esse seja um dos segredos do sucesso de Harry potter: os três adolescentes que apareceram do nada para dar vida aos míticos personagens do papel.



Tecnologia do Blogger.