Entrevistas com o elenco de Animais Fantásticos: a Legilimens Alison Sudol

0 Comments

Alison Sudol interpreta Queenie Goldstein em Animais Fantásticos. Direto do set, ela conta ao correspondente do Pottermore sobre conseguir o papel e se sentir como uma irmã mais velha para os fans de Harry Potter do mundo todo.

"Corta!" A cena envolvendo um grande número de bruxos nova-iorquinos termina e Alison Sudol sai do palco e caminha na minha direção. Ela está vestindo o figurino:um belo vestido que parece ser pêssego ou rosa, dependendo da luz e uma peruca de cachos de querubim. Nós sentamos na cadeira de balanço na tenda improvisada e Alison começa a me contar como ela se tornou Queenie Goldstein, uma bruxa e Oclumente vivendo com sua irmã na NY de 1926.


"Acabei me apaixonando pela minha personagem e participar disso..." - ela se move pela sala com uma cara incrédula - "me dediquei ao papel com cada parte do meu corpo."

Alison fez os testes para o papel de Queenie em Nova York ao lado de Eddie Redmayne, Katherine Waterston e Dan Fogler, antes de voar para o Reino Unido para outros testes. Enquanto David Yates reunia seu elenco perfeito, ela esperava a resposta do maior papel de sua carreira. 

Alison é cantora há muitos anos, lançando três álbums como A fine frenzy. Ela já atuou em programas como The tonight show, How I met your mother, House e So you think you can dance, ela interpreta Kaya na série de TV Transparent e esteve num episódio de CSI:NY. Mas nada como isso. Nada se compara com isso. 

"Tudo isso é novo para mim", ela diz enrolando um cacho do cabelo. Sou uma atriz mais nova do que todo o resto e tinha muita pressão sob nós. Mas eu tive um estranho pressentimento durante os testes que havia uma grande força atrás de mim; eu poderia ser esmagado por baixo dela e desmoronar pelo quanto eu queria e o quão grande isso era ou passar por cima e deixa que me puxe para cima. 

"Simplesmente tentei ficar fora do caminho e trazer paz e alegria para ver o que acontecia. Depois dos meus testes, não pude escutar por um tempo. Fiquei presa á cama várias vezes. Me viciei em ioga, tentando relaxar apesar das coisas vergonhosas porque estava tão preocupada a respeito daquilo."


Quando Alison aceitou o papel, ela tinha que se tornar Queenie e isso significava passar um longo período tratando do cabelo, maquiagem e figurino, transformando a cantora moderna em uma bonitona dos anos 20 com habilidades mágicas. Foi uma personagem que ela construiu de coração, as dicas no script de Rowling e os insights que ela teve. Desse processo surgiu essa personagem fascinante e complexa, Queenie Goldstein, alguém que Alison seja orgulhosa de interpretar. 

"Acho que compaixão foi o que uniu Queenie e eu, tive que montar a arquitetura a partir dali", diz ela. "Foi uma boa escolha da parte da Rowling, adicionar tamanha profundidade á Queenie, de modo que você não pode descrevê-la com uma palavra. Com papéis femininos é fácil dizer:ela é isso ou aquilo. Pode ser uma coisa bem dimensional, como se fosse uma frase por mulher. Mas com a Queenie, ela é uma amante de aventura. divertida e um pouco bagunceira, livre mas também é cheia de espírito, tem personalidade forte."

"Na maior parte quando você tem uma garota que é supostamente-Alison fica momentaneamente tímida com a ideia de ser considerada bonita-uma diva ou seja lá o que for, ela é bem pé no chão. Mas Queenie está ocupada demais prestando atenção no resto do mundo para prestar atenção nela mesmo, o que eu adoro."


O jeito com que Alison conta, interpretando uma mulher como Queenie foi uma exceção á atitude usual dela no trabalho. 

"Venho do mundo da música, onde você está constantemente cercada por homens e se sente em situações íntimas o tempo todo trabalhando com os caras", diz ela. "Considero a música um lugar bem anti-feminino para se estar, abraçar esse nível de feminilidade tem sido um verdadeiro desafio para mim. Realmente foi difícil para mim deixar essa parte de lado. OK, eu posso ser delicada e feminina e cuidar de mim mesma e não me diminuir. Aproveitei bastante, aproveitei usar os saltos altos e vestido todo dia e ter esses cachos graciosos e tecidos da mais alta qualidade. "

E tudo isso é antes que tocamos no assunto do fandom. Quando falamos, Alison está na metade do caminho das filmagens de AF. Ela ainda não foi a nenhuma premiere, nem Comic-Con. Nesse estágio ela só pode adivinhar como será quando o filme estrear em novembro. Como será fazer parte dessa grande e promissora franquia. Mas ela está ansiosa para descobrir. 


Estou excitada para conectar com o fandom Potterhead. Acho que pessoas que estejam receptivas com o mundo de J.K.Rowling também estão mais receptivas á compaixão e otimismo. Elas querem bondade. 

"E estou particularmente excitada para conectar com jovens mulheres particularmente porque eu me sinto como se estivesse interpretando uma irmã mais velha para os fans de Harry Potter numa faixa etária mais nova. Todos crescemos juntos nisso. Sou alguns anos mais velha do que os personagens e só queria falar com as pessoas como se sente ao ser diferente-se sentir como um rejeitado, crescer lutando para achar meu lugar no mundo e se tornar uma mulher. Não faço isso pela fama. Fama é algo efêmero. Faço isso para me relacionar com as pessoas."

Texto: Correspondente do Pottermore
Tradução: Clara Monnerat 


Tecnologia do Blogger.