'Sempre foi a única pessoa que pensamos para o papel' diz Diretor de 'A Bela e a Fera' sobre Emma

0 Comments

Bill Condon é o nome por trás da nova versão de A Bela e a Fera, agora com atores de verdade nos papeis principais. O diretor de filmes como Deuses e Monstros, Dreamgirls: Em Busca de um Sonho e A Saga Crepúsculo: Amanhecer — Parte 1 e Parte 2, conversou exclusivamente com o R7 para falar sobre sua versão do clássico desenho Disney, que ganhou um belíssimo primeiro trailer nesta semana. 

Com muitos fãs ansiosos pela adaptação, Bill deu mais detalhes sobre a atuação de Emma Watson, que interpreta a Bela, sobre o nível de fidelidade que o longa terá em relação ao filme de 1991 e sobre o polêmico visual da Fera, que não agradou a todos quando as primeira imagens foram divulgadas. Ele também fala sobre o prazer de trabalhar com a Disney e sobre o medo de mexer com uma obra tão querida. 

Confira a entrevista completa abaixo!

R7 — Qual é a sensação de fazer parte de um projeto como esse? Como você reagiu ao ser convidado?
Bill Condon — Eu fiquei tão entusiasmado. Em todos os momentos durante as filmagens, pensava sobre o tamanho da responsabilidade, já que o filme é importante para muita gente. Eu não consigo dizer o quão empolgante foi participar. Todos da equipe fizeram tudo com tanto amor porque a gente realmente ama o filme. Foi animador e assustador. 

R7 — Você então teve medo de mexer com um clássico que atravessa gerações e que tanta gente conhece tão bem?
Bill Condon — Sim, com certeza. Não apenas por ser um clássico, mas porque é perfeito. Não é exatamente um remake, já que estamos pegando algo em desenho e transformando num mundo realista, mas não apenas em como as coisas se parecem, não apenas pelo visual, mas pela maneira como as pessoas agem. Foi uma chance de pegar esse material, especialmente a fantástica trilha sonora, e fazê-lo ganhar vida de um jeito inédito. Mas sim, fiquei me tremendo o tempo todo [risos].

R7 — Uma pergunta frequente dos fãs é sobre o nível de similaridades que o filme terá com o desenho. Se vai ser tão maravilhosamente próximo do original, como Mogli: O Menino Lobo foi, ou se vai acrescentar uma nova visão à história, como Malévola também fez muito bem. O que você pode nos dizer?
Bill Condon — Eu diria que é algo no meio dos dois, algo entre Mogli e Malévola. Não é uma reinvenção como Malévola, não estamos indo para uma direção diferente, é a história como conhecemos. No entanto, a gente consegue expandir, não reinventar, mas expandir algumas lacunas que os fãs talvez tenham sempre pensado sobre a trama. Quando você assistir, você vai ficar meio em dúvida: "Isso sempre esteve lá?", porque faz sentido. Num cenário real, nós precisamos te convencer que uma mulher e uma fera estão mesmo se apaixonando e acho que conseguimos fazer isso, então há bastante fidelidade, como Mogli, mas as coisas foram modificadas para parecerem mais realistas. 

R7 — Uma das coisas mais esperadas pelos fãs é ver Emma Watson como Bela. Você pode nos contar um pouco sobre a escolha dela e como foi trabalhar com ela?
Bill Condon — A escolha foi bem simples. Ela sempre foi a única pessoa em quem pensamos para o papel, não tinha mais ninguém. Bela foi criada como um novo tipo de heroína da Disney, uma mulher independente, intelectual, forte e destemida. Emma com certeza tem todas essas características e nós descobrimos que A) Ela ama o filme B) Ela sabe cantar e dançar, então foi fácil. Nós trabalhamos muito juntos e ela vive esse assunto [feminismo], então tem um excelente ponto de vista sobre o que é a força dessa personagem, ela se envolveu muito.

R7 — A Bela é mesmo uma personagem bastante feminista e a Emma está envolvida ativamente na luta pelos direitos das mulheres. Nós vamos ver mais feminismo no filme agora que a Emma e a Bela se encontraram?
Bill Condon — Sim, absolutamente. Claro que dentro de um contexto, afinal ela vive em outra época, num vilarejo restrito e quer fugir dele, mas tudo que ela faz é proveniente de força e independência. 

R7 — Outra coisa é o visual da Fera, porque as pessoas ficaram loucas na internet. Como vocês decidiram como ele iria se parecer e como escolheram o caminho a seguir com ele?
Bill Condon — Nós trabalhamos por muito tempo no visual dele, eu trabalhei com designers incríveis que acertaram em cheio no look. Decidimos fazer algo diferente do original, ele não tem, por exemplo, as presas inferiores para fora. Queríamos ter certeza de que o visual ficaria de uma fera mesmo, que pudesse ocasionalmente assustar e também quisemos que fosse possível ver o ser humano por trás, que você sentisse o [ator] Dan Stevens. Nós construímos uma Fera de verdade, fomos aos ensaios com ela e Dan sempre estava lá, não com o rosto coberto de "pontinhos" para que Emma pudesse atuar com ele. Usamos uma tecnologia que nos possibilitou depois repetir tudo e capturar cada poro de sua pele. Não há animação ali, sua atuação é 100% Dan, apenas traduzida para a forma da Fera. 


R7 — Algumas pessoas não gostaram muito do visual da Fera só pelas poucas imagens liberadas. O que você diria para elas?
Bill Condon — Acho que o importante é lembrar que no filme você vai poder vê-lo completamente em ação, se movendo, falando, cantando. Isso é um filme, o que foi liberado até agora são pequenas representações dele, não a experiência por completo. Qualquer dúvida que alguém tenha, eu suspeito que eles vão se sentir melhores quando assistirem.

R7 — Só para terminar, eu queria fazer uma brincadeira com você, se você topar. Eu começo uma frase e você completa com o que vier na sua cabeça.
Bill Condon — Eu geralmente não sou bom nisso, mas vamos tentar [risos]

R7 — Ok, a gente tenta [risos]. A primeira é: trabalhar com a Disney é...
Bill Condon — ... encantador. 

R7 — Legal. Segunda frase: Emma Watson é...
Bill Condon — ... poderosa. 

R7 — Próxima: Se eu pudesse dirigir outro filme da Disney, eu gostaria que fosse...
Bill Condon — ... eu vou ter que dizer A Bela e a Fera, porque era esse que eu mais queria mesmo [risos]. 

R7 — E a última: A Bela e a Fera vai ser...
Bill Condon — Meu Deus, isso é difícil! [risos]. A Bela e a Fera vai ser... um filme? [risos] Me desculpa, não sou especialista nisso. Mas tenho certeza que todos vão amar quando assistirem. 

A estreia de A Bela e a Fera no Brasil está marcada para 17 de março de 2017.

Assista ao trailer!



Tecnologia do Blogger.