As cinzas da Fênix.

1 Comments

 Harry Potter e a Ordem da Fênix (and the Order of the Phoenix, em inglês) é o quinto livro da série que conquistou o mundo e legiões de fãs.


O livro é, obviamente, mais maduro que os anteriores, em caráter do choque brutal do final do ultimo livro, conseqüência do assassinato de Credic Diggory e volta do Lord das Trevas, Voldemort. No filme, David Yates assume a direção, dando o tom mais escuro para série, coisa que se continuou nos filmes sucessores a este.

Harry quase não vai à escola este ano, pois um ataque de dementadores, nas férias de verão, o faz ter que realizar um feitiço para se proteger, como é ilegal fazer feitiços fora da escola, Harry é chamado ao Ministério da Magia. Na mesma noite, Harry é escoltado por um grupo de amigos, incluindo Moody e Tonks, até a Mansão Black, onde, mais tarde, descobre ser a sede da Ordem da Fênix. Se não fosse por Dumbledore a lhe defender no tribunal do Ministério da Magia, não voltaria mais a escola. O clima sombrio do livro (e filme) persiste até o final, o Ministro atual, Fugde, não acredita na possibilidade de Voldemort estar de volta e acusa, inconseqüentemente, Dumbledore de estar louco.

Fudge, já a ponto da loucura, manda a escola uma professora que ensinaria “de acordo com o Ministério”, tal professora é Dolores Umbrigde, que se torna no inferno da vida dos estudantes de Hogwarts. 

Dumbledore, por sua vez, parece ter menos contato com Harry e algumas de suas atitudes, não entendidas por Harry, fazem o garoto criar certa raiva pelo diretor. Impedidos de fazer feitiços práticos na aula de DCTA, lecionada por Umbrigde, e esta sendo Alta Inquisitora da escola e Dumbledore mais sumido, Harry se vê obrigado a criar um grupo secreto, a Armada de Dumbledore, sendo ele o próprio professor. Afinal, Voldemort estava de volta, se não queriam os ensinar como se defender dos perigos lá fora, Harry o faria.

Mas o que Harry não sabia, era de uma profecia, que rondava sua vida, e naquele ano ele descobriria.
Com mais de cinco milhões de cópias vendidas nas primeiras 24h de lançamento (em 21 de junho de 2003 no Reino Unido, EUA e Canada), Ordem da Fênix havia chego para dar um clima mais sombrio em perigoso a série do nosso herói bruxo, ganahando inúmeros prêmios (sendo até nomeado ao American Library Association como Melhor Livro para jovens adultos em 2003), o livro fora adaptado em filme, tendo tanto sucesso quanto o livro.

O filme tem um clima mais sombrio que agrada a quem acha que Harry já cresceu, faturando também a nona colocação das maiores bilheterias do cinema (com US$938.500 milhões), o segundo que arrecadou a maior bilheteria da série, perdendo apenas para Harry Potter e a Pedra Filosofal (and the Philosopher's Stone), que está em sétimo lugar no ranking.

Na minha opinião, o livro peca apenas no excesso de páginas, pois não precisava de tantas (702 páginas), contudo o livro é muito bom, pois mostra como Harry, Ron e Hermione estão crescendo, o livro é certamente mais maduro, e o enredo sem duvidas é cheio de detalhes importantes a série, assim como Harry, JK cresceu na escrita, ainda mais do que  era. No filme, David (Yates) fez um ótimo trabalho, os tons escuros dão um ar mais maduro e o duelo final que acontece no Ministério é simplesmente lindo, lindo e poderoso, David Yates fez um final esplêndido ao ótimo enredo de JK.


Tecnologia do Blogger.